O QUE TEMOS FEITO PARA PROTEGER NOSSAS EQUIPES, FORNECEDORES E CLIENTES?

Haja vista o escopo de suas atividades, a JM Empilhadeiras continua atuando de forma contingencial – uma vez que dos serviços da JM dependem toda uma estrutura logística essencial ao abastecimento do país.

Mas desde quando surgiram as primeiras orientações oficiais dos órgãos de saúde a respeito da prevenção à Covid-19, a JM Empilhadeiras adotou as medidas preventivas necessárias, como as citadas abaixo.

E vamos continuar atuando preventivamente para proteger nossas equipes, seguindo as orientações do Comitê de Gerenciamento de Crises da JM Empilhadeiras.  

PRINCIPAIS AÇÕES INTERNAS

– Foram realizados investimentos financeiros para que não houvesse demissões ou desligamento de setores – e conseguimos manter esse padrão desde o início da pandemia.

– Antecipamos as férias de grande parte dos funcionários.

– Além das férias concedidas para parte dos funcionários, também utilizamos do “Banco de Horas” sem prejuízo dos salários.

– Os técnicos que atuavam internamente foram divididos em equipes menores.

– Substituímos o ponto digital pelo cartão de ponto, a fim de não haver contato com a máquina.

– Realizamos videoconferências com líderes para instrução das medidas de segurança e proteção.

– Criamos DDS (Diálogo diário de segurança) especiais – inclusive uma semana dedicada à prevenção da Covid-19.

– Também incluímos em nossos comunicados orientações para a prevenção fora da empresa, para que fossem compartilhadas com os familiares.

– Todas as unidades têm à disposição máscaras personalizadas e álcool em gel.

– Foram distribuídas máscaras personalizadas em diversas cores para termos um controle da troca regular e periódica das mesmas.

– No CAT (Centro de Assistência Técnica) – onde se reúne a maior parte dos funcionários, o horário de almoço foi fracionado para que houvesse menos pessoas no refeitório, e também espaços demarcados para que garantir o distanciamento necessário. 

– Também foram determinados agendamento de horários para visitas de fornecedores e visitantes no CAT (Centro de Assistência Técnica) para evitar aglomerações.

– As salas de reuniões dispõem de placas indicando o número máximo permitido e com respeito ao distanciamento entre as cadeiras. 

– Os veículos da empresa dispõem de álcool em gel e, havendo mais de uma pessoa, todos devem permanecer de máscaras e com os vidros abertos. 

– Também fizemos várias orientações concernentes à Contaminação Cruzada. 

– Criamos, logo no início da pandemia, o Comitê Especial de Gerenciamento de Crise, composto pela Diretoria, assessoria jurídica, pela empresa de saúde e segurança do trabalho que presta serviços à JM, bem como pelos setores de RH, Comunicação, além da CIPA. Dentre outras atribuições, o comitê tem a responsabilidade de dar as diretrizes necessárias para garantir a proteção dos funcionários, clientes e fornecedores.

– As ações adotadas pela JM encontram-se alinhadas com os planos de contingência estadual e municipal, especialmente nos aspectos da vigilância em saúde, assistência à saúde e comunicação, adequando as medidas nesses três eixos de acordo com as necessidades internas e em atendimento às políticas governamentais.

INFORMAÇÕES ÀS EQUIPES

Os sintomas da COVID-19 podem variar muito. Sendo os mais comuns:

  • Perda do paladar e/ou olfato
  • Tosse
  • Febre
  • Coriza
  • Dor de garganta
  • Dificuldade para respirar

Mas lembre-se: os sintomas são muito variáveis de pessoa a pessoa. 

A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de:
• Toque do aperto de mão;
• Gotículas de saliva;
• Espirro;
• Tosse;
• Catarro;
• Objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador

Uma das preocupações em nosso trabalho é com a chamada “CONTAMINAÇÃO CRUZADA”. Segundo a ANVISA, contaminação cruzada é quando acontece a transferência de agentes contaminantes de um local ou superfície para outro.

Por exemplo: imagine que um operador que tenha a COVID-19 sem apresentar os sintomas (o que acontece na maioria dos casos) utilize uma empilhadeira. Se a empresa opera com três turnos, há a possibilidade de pelo menos mais dois funcionários serem contaminados (contaminação cruzada) sem terem necessariamente tido o contato direto com o operador infectado.

O mesmo vale para ferramentas, no caso dos técnicos, além de itens de escritório, como telefones, etc.

  1. O primeiro passo é repensar os locais e processos e criar (ou adaptar) os procedimentos-padrão que incluam os cuidados com a higienização de equipamentos e demais superfícies.
  2. Inclua aqueles itens que geralmente são esquecidos nos procedimentos de limpeza, como ferramentas, cabine das empilhadeiras, maçanetas de portas, interior dos carros (maçaneta, direção e câmbio principalmente) e corrimão de escadas.
  3. Estabeleça o produto que será utilizado, como será utilizado e qual a periodicidade. Lembre-se de que álcool gel não é uma solução universal, e em superfícies como eletrônicos não são indicados. O ideal é você consultar a empresa que presta serviços pra sua empresa na área de saúde do trabalho. Caso não tenha, consulte os órgãos oficiais do governo, como a ANVISA.

Comunique o seu líder que não irá trabalhar e procure pela unidade de saúde do município. Não retorne ao trabalho sem antes conversar com o líder da sua unidade e fique tranquilo, caso esteja com a Covid terá a licença necessária ao tratamento sem ônus nos seus vencimentos. 

  • Fique em isolamento domiciliar.
  • Utilize máscara o tempo todo.
  • Se for preciso cozinhar, use máscara de proteção, cobrindo boca e nariz todo o tempo.
  • Depois de usar o banheiro, nunca deixe de lavar as mãos com água e sabão e sempre limpe vaso, pia e demais superfícies com álcool ou água sanitária para desinfecção do ambiente.
  • Separe toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos apenas para seu uso.
  • O lixo produzido precisa ser separado e descartado.
  • Sofás e cadeiras também não podem ser compartilhados e precisam ser limpos frequentemente com água sanitária ou álcool 70%.
  • Mantenha a janela aberta para circulação de ar do ambiente usado para isolamento e a porta fechada, limpe a maçaneta frequentemente com álcool 70% ou água sanitária.

Caso você não more sozinho, os demais moradores devem dormir em outro cômodo, longe da pessoa infectada, seguindo também as seguintes recomendações:

  • Manter a distância mínima entre os demais moradores.
  • Limpar os móveis da casa frequentemente com água sanitária ou álcool 70%.
  • Se uma pessoa da casa tiver diagnóstico positivo, todos os moradores ficam em isolamento por 14 dias também.
  • Caso outro familiar da casa também inicie os sintomas leves, ele deve reiniciar o isolamento de 14 dias. Se os sintomas forem graves, como dificuldade para respirar, ele deve procurar orientação médica.

COMITÊ DE GERENCIAMENTO DE CRISE - JM EMPILHADEIRAS

×