8559009

Somos operadores, não pilotos

SIS_overview_1988A

Assim como em todas as profissões, também encontramos na atividade de operador profissionais de todos os tipos. No nosso caso, ainda vemos por aí aqueles que se julgam pilotos, e não operadores de empilhadeiras.

A função de operador requer profissionalismo, atenção, controle emocional e, principalmente, prudência e respeito às normas de segurança, pois essa atividade, se não levada a sério, pode colocar em risco a vida de pessoas e a integridade das cargas e da estrutura da empresa.

Esse sentimento de “ser um piloto” pode ser encontrado tanto em iniciantes como em operadores mais experientes, que muitas vezes abusam da autoconfiança adquirida com o tempo e acabam negligenciando as normas para quais foram treinados – daí a nossa insistência em realizar reciclagens regulares com todos os operadores.

Lembre-se: para se considerar um ótimo operador de empilhadeiras é preciso, antes de qualquer outra habilidade, ser um ótimo profissional, que respeita as normas, que se mantém atento nas operações e que coloca a própria segurança, a segurança dos pedestres e da carga que transporta, sempre em primeiro lugar.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *